O texto abaixo é na integra uma nota que a Prefeitura de Teresina mandou para os meios de comunicação falando sobre a greve dos enfermeiros. A nota é desastrosa. Vou continuar comentando no final do texto

HUT aciona MP para evitar mais óbitos

 O Hospital de Urgência de Teresina Prof. Zenon Rocha (HUT) informa que está entrando com uma ação no Ministério Público solicitando a normatização da greve iniciada esta semana pelo Senatepi para enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. A ação trata de uma redução indiscriminada destes profissionais podendo comprometer o atendimento e, portanto, levar pacientes a óbito.

A margem de 30% de profissionais não pode ser utilizada como regra para uma instituição como o HUT. Setores críticos do hospital estão sofrendo baixa no número destes profissionais, comprometendo todo o funcionamento e qualidade do atendimento.

O HUT é um hospital de urgência e emergência que já trabalha no seu limite, pois atende, diariamente, mais que o dobro de sua capacidade instalada. Possui 289 leitos, porém nunca esteve com menos de 400 pessoas internadas. A maioria são pacientes graves que não podem esperar por atendimento.

Nos Planos de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS destas categorias foram concedidos aumento de 25% para técnicos e auxiliares de enfermagem, sendo o aumento de 5% com a incorporação automática de gratificação ao vencimento, 10%  já iniciado em fevereiro e 10% programado para agosto próximo.

Para os enfermeiros o aumento foi de 8%, conforme o PCCS, portanto, estas categorias não se enquadram no aumento de 5,85%, que é para as demais que não possuem plano específico.

 Vamos lá: o título da nota já é o desastre por si só “HUT aciona MP para evitar mais óbitos” e  abre algumas perguntas. Como o Ministério Público pode reduzir as mortes no HUT?  Por que a direção do HUT não acionou, antes, o Ministério Público para evitar as mortes?  Gostaria de saber quantas pessoas morreram no HUT por conta da greve dos Enfermeiros?

No parágrafo seguinte história é mais confusa ainda. Diz que  “A ação  trata de uma redução indiscriminada destes profissionais podendo comprometer o atendimento e, portanto, levar pacientes a óbito”.  Bem continuei confuso aconteceram as mortes ou já estão prevendo os óbitos  por causa da greve.

Bem entrei em contato, ontem, o com o HUT e informaram que não foi registrada qualquer morte por causa da Greve. Ai ficou a pergunta, como é que “HUT aciona MP para evitar mais óbitos”  Ou seja nota da Prefeitura foi  totalmente desnecessária.

Concordo que a greve não deve prejudicar a população que depende do serviço público de saúde, a solução da greve é a negociação ou a Justiça. A Comunicação da PMT deve ter mais cuidado e responsabilidade ao divulgar este tipo de informação.

 

Anúncios

Um comentário em “Um desastre da Prefeitura de Teresina

  1. O pior que os gestores do HUT dizem o mesmo Bira. Você liga e o que eles sabem dizer é que as pessoas estão morrendo por causa da greve. Quando na verdade, elas morrem porque faltam respiradores nos centros cirúrgicos, entre outros equipamentos básicos. Eles nos tomam por idiotas. Eu fico revoltada.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s