A foto do site São Raimundo.Com é do show do cantor Genival Lacerda que fez parte dos festejos de Nossa Senhora de Fátima do Povoado Lages de Pedra, na cidade de Coronel José Dias.

Os festa foi uma das 76 custeadas por uma emenda parlamentar  veja o extrato em Coronel José Dias:

Screenshot_2017-05-20-10-07-10

 

O texto no Blog Código do Poder mostrou como os deputados estaduais gastaram R$ 7,3 milhões do dinheiro público para pagar festas em vários municípios do Piauí.
E novamente o Ministério Público Estadual é passado para trás, onde apesar da proibição do uso de dinheiro público em festas, os deputados estaduais financiaram a promoção eventos em todo estado. Parece que a Assembleia Legislativa virou uma central de promoção de eventos.

As festas aconteceram em cidades que têm problemas graves como a falta de água por causa da seca. O dinheiro foi “torrado” por meio de um “jeitinho legal”, a grande dúvida é saber se estes recursos foram realmente aplicados nos eventos.

Em maio o Blog do Bira alertou para esta “malandragem” dos deputados, em usar emendas impositivas, que são aquelas onde o Executivo é obrigado para aplicar os recursos, para custear as festas e com isso fazer a média com suas bases eleitorais. O que foi feito em baixo dos olhos do Ministério Público Estadual,  que não pode fazer nada, porque as emendas são legais e em síntese não ferem a determinação do MPE.

No Blog do Código do Poder o jornalista Aqulies Nairó fez um levantamento total a distribuição de dinheiro. As 76 emendas destinaram 7,3 milhões paras as festas nos município.  Ou seja o deputados conseguem “dar jeitinho” e descumprem ordem do MPE.

Existe uma cultura de farra das emendas, que são utilizadas para atender as “demandas das bases eleitorais”.  Basta ver o que fizeram os 13 iluminados bancada federal na destinação das emendas neste ano 2017. Quando o Governo Federal anuncio que iria reduzir as verbas das emendas impositivas como corte de R$ 108 milhões nas emendas da bancada do Piauí. Pensando na eleição do ano que vem, deputados e senadores pegaram o que sobrou valor das emendas e destinaram R$ 91 milhões para “manutenção unidades de saúde” em seus colégios eleitorais. A decisão prejudicou a obra de duplicação da BR 343.

No caso já citado pelo Blog do Bira, o município de Coronel José Dias estava passando por graves dificuldades financeiras por conta seca. O município de Coronel José Dias teve em fevereiro  de 2017, o reconhecimento da situação de estado de emergência decretado pelo Ministério da Integração Nacional, mas recebeu uma emenda  de 100 mil segundo o extrato das licitação, para um festejo.

O município de Dom Inocêncio também mesmo estado com a emergência decretado recebeu uma emenda parlamentar para festas.  Neste inicio de julho aconteceu na cidade de Boqueirão do Piauí, a 2 ª etapa do circuito de vaquejadas Fabio Abreu, que também recebeu uma emenda de um deputado estadual.

Como é de praxe, a classe política olha para seus interesses eleitorais sem pesar ou medir as necessidade das comunidades. Afinal de contas o que vale mais levar água, saúde ou educação para uma localidade ou patrocinar uma festa? A relação das emendas festeiras 76 evento a R$ 7,3 milhões responde a questão.

Anúncios

Um comentário em “Para esquecer a crise, a seca e a falta de obras no interior. Deputados transformam Assembleia em central de eventos e festas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s