Aqui no Estado do Piauí tem que ser assim: a Fábio o que é Fábio, a Rodrigo que é de Rodrigo e a Wellington o que não é de Wellington. Ainda está dando o que falar a repercussão da solenidade que marcou  a entrega dos equipamentos para o Hospital da Polícia Militar, na última segunda-feira. O que deveria ser um momento de agradecimento entre a classe política e o governo do Estado virou foi mais um acirramento entre oposição e governo.

Na terça-feira, o Blog do Bira noticiou no texto Era melhor ter ficado de bico fechado a irritação do deputado federal Rodrigo Martins, (da oposição), que foi acusado pelo Governo de trabalhar contra do Estado, atrapalhando a liberação de recursos para o Piauí. Dentro do discurso do quanto pior, melhor.

Na quarta-feira, o deputado Fábio Abreu (PR) entrou em contato com o Blog e deu mais informações sobre a entrega dos equipamentos que geram tanta polêmica. “Caro jornalista, por um dever de justiça e correção de sua matéria, o material apresentado (equipamentos entregues) naquela solenidade foi fruto de emenda parlamentar do deputado federal Fábio Abreu. Lhe mostro as cópias das notas e a referência das emendas.”  Ele explicou que vários parlamentares apresentaram emendas para a compra dos equipamentos dentro do Programa Renova Saúde. “Sei que o Rodrigo (Martins) indicou quase R$ 900 mil, mas não estavam nessas compras, infelizmente”, afirmou o deputado.

“Assim como eu indiquei R$ 3.724,074,00, recurso que também não foi usado em sua totalidade” afirmou o deputado federal. Fabio Abreu disse que nas emendas que destinou foram utilizados  aproximadamente R$ 1,4 milhão para o HPM e do deputado Rodrigo Martins cerca de R$ 200 mil (do total de R$ 948 mil que ele destinou).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi liberado R$ 1,4 milhão de Fábio Abreu,  R$ 200 mil de Rodrigou Martins- um total de R$ 1,6 milhão e os equipamentos custaram R$ 1,9 milhão. O restante R$ 300 mil deve ter sido das emendas dos outros parlamentares como a senadora Regina Sousa (PT) e o deputado Assis Carvalho (PT) que também destinaram recursos para o HPM.

O governo divulgou a entrega desta forma no site oficial: O governador Wellington Dias entregou, nesta segunda-feira (14), aproximadamente R$ 1,9 milhão em equipamentos para o Hospital da Polícia Militar (HPM), em Teresina. Com o investimento feito pelo programa Renova Saúde, o hospital vai poder aumentar a quantidade de cirurgias, especialmente de ortopedia, com recursos mais modernos e maior impacto e resolutividade na assistência ao paciente.  

O Hospital da PM atende tanto a corporação da PM, quanto a população em geral. “Hoje nós executamos cerca de 500 cirurgia por mês e agora teremos capacidade para atender, pelo menos, 750 pessoas, fora os pacientes de ambulatório e odontológico. A estrutura do hospital melhora e a população ganha com a agilidade no atendimento”, pontuou o diretor do Hospital da PM, cel. George Afonso.

Para o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, este é um momento importante para o hospital. “Significa a atualização tecnológica do centro cirúrgico, que melhora muito a capacidade de cirurgias, com menores riscos, menos tempo de internação, maior comodidade e condições de trabalho para o cirurgião. Um desses equipamentos permite a cirurgia por vídeo laparoscopia, que é minimamente invasiva. Ainda entregaremos, até julho, muitos equipamentos às unidades de saúde do estado”, disse o gestor.

O equipamentos foram adquiridos pelo Renova Saúde, por meio da execução de emendas parlamentares da senadora Regina Sousa e dos deputados Assis Carvalho, Fábio Abreu e Rodrigo Martins. O programa já contemplou os hospitais dos municípios de Floriano, Campo Maior, Bom Jesus, São João do Piauí, São Raimundo Nonato, Demerval Lobão, Piripiri, Parnaíba, Picos, Esperantina, Barras, Hospital Getúlio Vargas (HGV) e Maternidade Dona Evangelina Rosa.

Além do Hospital da PM, todo o parque tecnológico da rede hospitalar estadual está sendo modernizado. Na primeira etapa, estão sendo investidos mais de R$ 12 milhões. “É sempre uma alegria trabalhar em áreas que dão grandes resultados e, nesse caso, resultados no salvamento de vidas. Temos emendas para custeio deste e dos demais hospitais do Estado. O objetivo é descentralizar os serviços, equipando melhor as unidades de saúde e tendo os recursos necessários”, finalizou Wellington Dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s