O estado do Piauí que “já nada em dinheiro” perdeu na noite desta quarta-feira algo em torno de  R$ 73 milhões de recursos que seriam destinados para obras nas rodovias federais. Uma triste noticia, já  que os primeiros resultados da recuperação e alargamento as BR 135 começam a aparecer.

Como postou ontem em sua conta do Instagram o senador Ciro Nogueira “Muita satisfação em receber esse vídeo que mostra as obras da BR 135 em estágio avançado e o trabalho a todo o vapor. Sabemos da importância dessa rodovia para o Piauí, por isso busquei o apoio do ministério dos Transportes para as obras de melhoria e construção de acostamentos na BR 135, que agora torna realidade esse sonho de tantos anos de nosso estado.  Fico muito feliz por poder contribuir em mais essa conquista. O trabalho continua. Vamos em frente!” . Escreveu o senador.

O problema que algumas horas depois da postagem do senador, o deputado federal  Rodrigo Martins disparou um alerta via WhatsApp.  Que um projeto de Lei  que estava em votação iria prejudicar o Piauí.

Antes da votação o deputado federal Rodrigo Martins declarou o seguinte “Quanto custa o apoio ao Governo Temer? Estamos votando, nesse exato momento, no Congresso Nacional o PLN 13/2018 que retira quase 600 milhões do Ministério dos Transportes para contemplar com recursos extras os parlamentares que protegeram o Temer das denúncias. Se passar, o Piauí perderá mais de 73 milhões que seriam aplicados em nossas BRs. Se for aprovado, adeus alargamento”, disse o deputado. Segundo Rodrigo Martins estes recursos foram deslocados para a Saúde, para atender os parlamentares que votaram em Temer.

O deputado explicou que estes recursos seriam destinados para a obra de duplicação da BR 343 e para a continuidade do alargamento da BR 135. Mas o governo federal conseguiu o que queria retirou o dinheiro do DNIT e aprovou o projeto, Dos 10 deputados federais quatro votaram pelo retirada dos R$ 73 milhões das rodovias federais piauienses.  Segundo Rodrigo Martins, o votos foram de Heráclito Fortes, Júlio César, Paes Landim e Marcelo Castro.  Os deputados Átila Lira , Fábio Abreu, Rejane Dias e Rodrigo Martins votaram contra o projeto. E dois parlamentares se ausentaram da votação Assis Carvalho e Iracema Portella.

É assim que trabalham nossos deputados.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s