O senador Elmano Férrer (PODEMOS)  abandou a corrida pelo Palácio do Karnak nesta quarta-feira (25). Ele disse em uma entrevista coletiva que “forças ocultas”  trabalharam para desistisse da candidatura ao Governo do Piauí o que aconteceu. “Eu não tive os apoios que esperava. Forças ocultas agiram contra minha candidatura. Por isso, vou retirar minha pré-candidatura”, afirmou o senador na coletiva. Mas o senador não explicou que “forças ocultas” são essas.

Elmano Férrer foi buscar uma expressão semelhante a utilizada por Jânio Quadros em 1961 (quando renunciou a presidência da República), Jânio disse a época:  a expressão “forças terríveis”  que forçaram sua renuncia.

Quando Elmano Ferrer fala nestas forças ocultas e não as identificada parece uma desculpa furada para justificar seu fraco desempenho nas pesquisas eleitorais.   Já que a hoje a campanha de Férrer apenas engatinhava. Talvez as forças ocultas estejam por traz do baque maior que a candidatura de   Elmano Férrer recebeu: a decisão do deputado estadual Doutor Pessoa disputar a eleição para o Governo.

Depois o anúncio da candidatura de Doutor Pessoa, começou a circular a informação (não confirmada) que o pré candidato está recebendo o apoio de forma indireta de parte o MDB, a que ficou descontente com a com o passa fora recebido pelo presidente  da Assembleia Legislativas do Piauí Themístocles Filho.

Na coletiva o senador ressaltou o seu apoio ao pré-candidato à Presidência da República Álvaro Dias e aos pré-candidatos proporcionais pelo PODEMOS.  Segundo o senador Elmano Férrer, houve todo um processo para a sua pré-candidatura, que iniciou com a mudança de partido. “Mudei para o PODEMOS, coloquei meu nome à disposição, me licenciei das atividades do Senado por acreditar que essa é a forma mais correta de se fazer política. Mas sabemos que para esta caminhada é preciso unir forças. Infelizmente não pude contar com quem esperava para esta jornada”, afirmou.

O senador Elmano Férrer destacou que na condição de pré-candidato conversou com a população em diversos municípios e pode sentir com muita clareza o sentimento por mudança, não apenas de nomes, mas sobretudo no modo de gestão. Para ele, o Piauí precisa de um projeto de desenvolvimento econômico que contemple nosso agronegócio no Sul do Estado, política industrial com vista a geração de emprego e renda, áreas abandonadas pelo poder público, além de melhor exploração do potencial turístico.

“Eu não poderia me omitir de participar desse debate e sustentar a necessidade de mudanças. Para isso, foi preciso romper algumas barreiras e me posicionar em oposição ao que hoje observamos na atual gestão do Estado. Mas assim o fiz, por ter muito amor pelo Piauí e por acreditar que o nosso estado pode muito mais”, afirmou.

Elmano declarou o seu apoio ao pré-candidato à Presidência da República Álvaro Dias e aos candidatos ao sistema proporcional pelo PODEMOS no Piauí. Ele reafirmou a sua missão de cuidar do Estado com seu mandato de senador. “Temos levado recursos a quase todos os municípios do Piauí, independente da situação partidária dos prefeitos. No legislativo, temos importantes projetos de Lei, dando um destaque maior para área de segurança pública e questão hídrica. Vou continuar honrando os votos dos piauiense que me confiaram esta missão”, disse.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s