Agora é que a disputa política vai começar de verdade. Passadas  as eleições do primeiro turno e eleitos deputados estaduais, federais e senadores começa agora uma batalha bem peculiar na política piauiense a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa, que vai dar início a primeira crise política do Governo de Wellington Dias. E poderá ser uma crise que pode comprometer a gestão do governador

A disputa será entre as bancadas do MDB, Progresistas e PT, partidos que têm as maiores bancadas da Casa. As siglas etiveram no mesmo palanque nestas  úĺtimas eleições,  votaram em Wellington Dias, mas podem protagonizar a primeira crise política do mandatos de Dias. Porque todos sabem que os três partidos vêm desde o começo do ano trocando farpas.

E agora a situação complicou.  O deputado estadual Themístocles  Filho é o candidato natural a mais uma reeleição no cargo,  e é o nome do MDB, mas agora ele tem concorrentes de peso e as conversas e as articulações começaram para valer: o senador Ciro Nogueira, já declarou publicamente que o Progressistas vão  querer disputar a presidência da Assembleia com os nomes a princípio dos deputados Hélio Isaías ou de Wilson Brandão. Em outra frente o deputado federal Assis Carvalho (PT)  apresentou o nome do deputado Francisco Limma como provável candidato à presidência da Assembleia Legislativa.

O caso do Partido dos Trabalhadores  seria a cereja do bolo, para os planos do Governador Wellington Dias, se o deputado Francisco Limma fosse eleito preidente da Casa. Mas o governador tem a triste e amarga lembrança  da derrota que sofreu em 2015 quando a Themistocles Filho ganhou a eleição  do deputado  Fábio  Novo (PT).

Neste início de articulação o senador Ciro Nogueira disse que quer compor com o PT para a eleição da Mesa Diretora. E isso deixou  o deputado estadual João Mádison incomodado. Ele saiu em defesa de Themístocles Filho e fez um apelo ao Governador que ele se mantenha neutro nessa disputa. Madison ainda se queixou da interferência  de Ciro Nogueira  e Assis Carvalho, em um assunto  que diz respeito  apenas aos deputados  estaduais.

A disputa pela presidência  da Assembleia  começou e com ela crise. Vamos ver se o governador Wellington Dias vai saber lidar e principalmente contornar esra situação. Porque esta confusão  tem um endereço certo para se instalar é no Palácio de Karnak.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s