Como sempre o Governo não muda o seu modo de agir. É como se o Governo do Estado do Piauí não tenha que dar explicações para seus atos e principalmente nos assuntos relativos aos recurso públicos. O caso é o empréstimo de R$ 1,5 bilhões, aprovado em uma velocidade fantástica pela Assembleia Legislativa. Onde a impressão é:  a quarta gestão de Wellington Dias não está nem aí para explicar  a sociedade o que vai fazer com recursos públicos.

A aprovação do empréstimo em pouco mais de uma semana foi o resultado de arrogância de um Governo que tem na Assembleia Legislativa o seu puxadinho, onde tudo que sai do Palácio do Karnak é feito sem qualquer tipo de justificativa ou explicação.

Mas vamos aos fatos:  jornalistas politicos Marcos Melo (Política Dinâmica) e Zózimo Tavares (Cidade Verde) fizeram questionamentos  sobre os valores do empréstimos. \Até ontem no inicio da noite a informação abordada pelos jornalistas era que: O valor autorizado para o empréstimo foi de R$1,5 bilhão.  E segundo o balanço do Estado datado de 31.12.2018, era que o valor dos precatórios era de R$ 577.893.289,00 -valor de ações de cobrança movidas por servidores públicos no valor de R$ 425,6 milhões e mais R$ 152,2 milhões são devidos aos fornecedores de serviços e material. Com razão e de posse destes dados os jornalistas Marcos Melo e Zózimo Tavares fizeram suas indagações afinal o que Wellington Dias iria fazem com o troco deste empréstimo?  Um troquinho de mais de R$ 900 milhões de reais?

Depois de alguns dias e muitas criticas, o jornalista Zózimo Tavares (nesta quarta 18 de julho) recebeu a seguinte informaçõe do Secretário de Fazenda Rafael Fonteles. Que só em um precatório o Governo do Estado vai pagar um valor superior a R$ 800 milhões. 

Segundo a informação de Zózimo, esse precatório não estava na relação do Balanço Geral de 2018. Entrou já este ano, e é relativo aos técnicos fazendários (oriundo da década de 1990). Trecho transcrito da coluna de Zózimo Tavares cidadeverde.com.

O governo arruma essa grana extra e paga os precatórios dos servidores da Secretária de Fazenda –  que são os arrecadam impostos para o Governo e uma das categorias que tem os melhores salários do executivo estadual. Ou será que existia alguma razão para a omissão do precatório de R$ 800 milhões da Sefaz?

Outro fato  grave que o Governo não está nem aí para a opinião pública, pois não se deu o trabalho de explicar e nem colocar no documento que pediu a autorização do empréstimos a explicação com o valor do precatório da secretaria de Fazenda. Que no Palácio Petrônio Portella, o deputados apenas baixam a cabeça e votam como o Karnak manda e aprovam tudo que o Governo quer. Parece que nenhum deputado da base, principalmente o líder deputado Francisco Limma, se deu ao trabalho de ler  e entender os números do pedido de empréstimo e explicar para a população. A oposição (insipida, inodora e incolor) sem comentários, neste caso passou batida.

Hoje falta honestidade com a informação (e não é culpa da imprensa). O Governo mais uma vez perde a oportunidade de ser transparente. Mas isso não importa, afinal de contas  Wellington Dias manda politicamente no Piauí a 16 anos,  e uma coisa que a suas gestões esqueceram que devem dar satisfação de seus atos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s