A Executiva do Partido Tralhadores cometeu um dos maiores erros dos últimos tempos. A executiva estadual do Partido não aceitou as 2,5 mil filiações conseguidas pelo grupo de vereador Dudu  Borges e Gilberto Paixão. Dispensar este sangue novo em um partido que vem  sendo corroído pela velha política é dar um tiro no pé.

Em um momento de crise política onde os partidos estão enfraquecidos, o Partido dos Trabalhadores faz o inverso e coloca na lata do lixo 2.500 novas filiações.  E ficou claro que este ação foi tomada por  uma questão eleitoral, por causa da eleição do diretório estadual do PT. A disputa entre o deputado federal Assis Carvalho e o vereador Dudu Borges.  Onde o partido hoje age como toda elite: quem está no poder ou no comando de um partido político ou outro tipo de instituição, faz de tudo para se manter no poder.

É comum as disputas dentro do PT, mas nas últimas eleições o partido vem se mostrando excludente para aqueles que querem militar e tentar a vida política. O PT sempre se vangloriou de ter uma “democracia partidária” com eleições diretas para os seus diretórios, mas hoje no Piauí mostra um comportamento contrário, com a rejeição de 2,5 mil filiações.

O PT mais uma vez segue com os seus problemas, mas o interessante é que o PT está se dando o luxo de dispensar 2,5 mil filiados. O partido está mais fechado do que nunca, como toda boa elite.

Anúncios

Um comentário em “PT do Piauí age como elite e dá um tiro no pé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s